• Os 5 tipos de personalidades financeiras | Quero Poupar Dinheiro

Os 5 tipos de personalidades financeiras

Os 5 tipos de personalidades financeiras

Se você está ciente de sua influência em suas atividades diárias ou tem uma atitude indiferente em relação a isso, o dinheiro desempenha um papel enorme em nossas vidas. Como seus traços de personalidade afetam substancialmente a maneira como você percebe e aloca seu orçamento, os cientistas descreveram cinco tipos de personalidade financeira. Deseja ver em qual grupo você se encaixa e como pode melhorar sua situação financeira? A resposta ainda está por vir no artigo abaixo.

1. O Investidor
Como o nome do tipo já sugere, as pessoas que investem são aquelas que amam o risco, negociam com frequência e têm confiança suficiente para pensar que vencerão o mercado. Os investidores têm a atitude mais consciente em relação ao dinheiro e tentam colocar seu dinheiro para trabalhar. Na maioria das vezes, suas decisões são tomadas com cuidado: como Greg Davies, especialista em estudar padrões de negociação, diz: “Eles costumam comprar na alta e vender na baixa, pois se sentem mais à vontade com o risco quando as coisas são boas e removem o risco quando a situação é ruim. . ”

No entanto, um estudo de 2011 realizado por acadêmicos da Universidade da Califórnia, descobriu que a maioria dos investidores tem um desempenho inferior, ou seja, 82%, porque eles estavam negociando instintivamente e não estrategicamente.

Conselho: Você está fazendo um bom trabalho, mas sempre há espaço para melhorias. Continue se educando, limite suas negociações ao valor que você pode perder e tente agir em prol de seus benefícios financeiros a longo prazo.

2. O grande gastador
Os grandes gastadores gostam de fazer declarações sociais com os carros, roupas ou telefones mais recentes. Eles usam dinheiro para amor e atenção e são os principais representantes do consumismo.

Conselho: O conselho a ter em mente é direto: compre um pouco menos e economize um pouco mais. Mesmo que seja difícil mudar o hábito de comprar coisas, você deve sempre pensar duas vezes antes de fazer uma compra e tentar filtrar as coisas que você realmente precisa daquelas compradas por reflexo.

3. O avestruz
O avestruz é alguém que prefere enterrar a cabeça na areia do que organizar suas finanças. Eles não tomam a decisão de investimento a longo prazo e deixam tudo à sorte da fé, como disse Hammond: "Tomar nenhuma decisão sempre parece mais fácil do que a possibilidade de tomar a decisão errada".

Conselho: Os avestruzes devem tentar tirar lentamente a cabeça da areia. Eles devem tentar examinar suas finanças, examinar de perto a melhor taxa de retorno e considerar abordar um planejador financeiro.

4. O poupador
Para muitos, dinheiro representa segurança. Eles odeiam correr riscos e hesitam em investir ou até gastar. Adrian Furnham, professor de psicologia na University College London, afirma um caso extremo: "Eu conheci um homem outro dia que tinha 94 anos e economizando metade de sua pensão".

Esse comportamento é geralmente observado em pessoas que foram criadas em uma família onde o dinheiro era escasso. Essa é a principal explicação para a necessidade de muita segurança financeira.

Conselho: Como você já deve saber, o dinheiro não é um investimento adequado a longo prazo. Um consultor financeiro pode ajudá-lo a encontrar a abordagem de investimento correta e o nível de risco com o qual você se sente confortável.

5. O devedor
Por último, mas não menos importante, quase todo mundo tem um amigo que está sem dinheiro antes do final do mês. Esse tipo de pessoa é chamado de devedor e não está tentando fazer uma declaração com suas compras, nem faz compras para animá-las. Eles simplesmente gastam muito e não se esforçam muito para manter seus ativos financeiros em ordem.

Conselho: Tente acompanhar suas despesas diariamente; verifique sua conta bancária com mais frequência e não permita que você empreste demais a seus amigos.

Conclusão
Mesmo que não seja fácil mudar sua personalidade financeira, o primeiro passo é estar ciente de seus padrões de gastos e tentar melhorá-los. Ser financeiramente estável e se beneficiar com o máximo de dinheiro que você mantém oferece segurança e satisfação pessoal; reconhecer seu comportamento o ajudará a alcançar melhor seus objetivos de vida financeira.

Caso tenha interesse de uma consultoria em finanças pessoais, clique no link abaixo para saber mais sobre.

CLIQUE AQUI PARA MENTORIA DE FINANÇAS PESSOAIS

AUTOR: PAULO ROSA

Consultor empresarial formado em Administração de Empresas com foco em finanças, empresário no ramo alimentício e empreendedor digital. Meu foco com este blog é transmitir conhecimento sobre educação financeira, apresentando informações relevantes para economizar, investir e obter rendas extras.