• 60 Regras Simples de Finanças Pessoais | Quero Poupar Dinheiro

60 Regras Simples de Finanças Pessoais

60 Regras Simples de Finanças Pessoais

Há algum tempo, pediram-me para fazer uma apresentação de uma hora onde falei sobre meus princípios-chave de finanças pessoais. Optei por fazer uma apresentação em que cada slide ficasse disponível por cerca de um minuto com uma regra simples em cada slide, dando-me um minuto para discutir essa regra. Assim, acabei criando 60 regras curtas e simples para finanças pessoais.

Vou apenas apresentar as 60 regras, junto com minhas rápidas reflexões pessoais sobre cada regra.

Claro, nem todos serão capazes de seguir cada regra o tempo todo. No entanto, quanto mais você seguir essas “regras”, melhor será sua situação financeira.

1 - Gaste menos do que você ganha
Se existe uma regra fundamental para as finanças pessoais, é esta. Você tem que gastar menos do que ganha e guardar essa diferença para o futuro para que ainda possa sobreviver e prosperar quando for mais velho e não tiver as oportunidades e a energia de hoje. Sem que seus ganhos sejam maiores do que suas despesas, você simplesmente não pode alcançar grandes objetivos financeiros sem algum tipo de milagre - e você nunca deve apostar seu futuro em um milagre.

2 - Mantenha tudo o mais simples possível
Cancele contas bancárias e cartões de créditos que cobram tarifas mensais para não desperdiçar tempo, energia e dinheiro se preocupando com o que você tem que pagar mensalmente. Assim você não irá cometer o erro de esquecer de pagar alguma conta e terá mais tempo para se preocupar com o mais importante que é fazer mais dinheiro.

3 - Nunca deixe seu "eu futuro" cuidar de sua situação atual
Você já disse a si mesmo que não há problema em tomar uma decisão errada de gasto agora, porque você ganhará mais dinheiro no futuro? Esse é um erro gigante, do qual você quase sempre se arrependerá por muito, muito tempo. Claro que seu "eu futuro" pode ter mais renda, mas também é bastante provável que seu "eu futuro" tenha mais despesas. Mesmo que o seu "eu futuro" esteja bem, provavelmente haverá outras grandes despesas com as quais você vai querer lidar naquele momento.

4 - Concentre-se primeiro na construção de um fundo de emergência
Se você não tem um fundo de emergência em dinheiro apenas parado em uma conta bancária, esta deve ser sua prioridade número um. O dinheiro é rei para resolver todos os problemas que a vida joga em você. Ao contrário do crédito, o dinheiro está disponível em situações de problemas de crédito.. Você pode começar a construir um fundo de emergência configurando uma transferência automática semanal ou mensal de sua conta corrente para sua poupança, deixando a poupança de lado até que uma emergência acene.

5 - Foco em segundo lugar na eliminação de dívidas com juros altos
Se você tiver um fundo de emergência em mãos, deve se concentrar em eliminar sua dívida com juros altos. Configure um plano simples de pagamento de dívidas, organizando suas dívidas por taxa de juros, e tente fazer um pagamento duplo (ou mais) de qualquer dívida que tenha a taxa de juros mais alta. Faça esse pagamento duplo a cada mês e, em seguida, quando a dívida acabar, adicione o valor total desse pagamento ao pagamento que você está fazendo na próxima dívida da lista. Continue repetindo até que suas dívidas com juros altos acabem.

6 - Terceiro foco em economizar para a aposentadoria
Assim que suas dívidas com juros altos estiverem fora do caminho, comece a economizar para a aposentadoria. Se ainda não o fez, abra um conta de investimento e comece a contribuir para esse plano. Contribuir com alguns por cento do seu salário pode parecer doloroso, mas na verdade vai acabar sendo um fardo muito menor do que você espera, que é levantado pelo prazer de saber que você está garantindo sua aposentadoria.

7 - Compre seguro de vida para cobrir seus dependentes
Não deixe um vendedor de seguros enganar você. Você não precisa de muito seguro de vida, a menos que tenha dependentes (ou seja, pessoas além de você cujo bem-estar depende diretamente de sua renda). Se você tiver dependentes, sua melhor aposta é obter uma apólice de seguro de vida, uma que pague o suficiente para cuidar de seus dependentes no caso de sua morte antecipada. Todos esses outros planos de seguro oferecem coisas de que você realmente não precisa e cobram um bom dinheiro por isso.

8 - Elabore um orçamento, apenas para o processo de construí-lo direito
Um orçamento pode ser uma ferramenta útil para manter seus gastos sob controle, mas a parte mais valiosa do orçamento é, na verdade, o processo de construção de um orçamento corretamente. Como fazer isso corretamente? Você cria um orçamento com base em seus gastos reais nos meses anteriores.

Quanto você realmente gasta por mês com comida? Entretenimento? Serviços de utilidade pública? Seu carro? Obtenha números reais, não estimativas. Vasculhe seus extratos bancários e extratos de cartão de crédito para descobrir. Este processo mostrará facilmente as áreas em que você realmente gastou mais do que o esperado, enquanto apenas seguir um orçamento “padrão” não mostra muito de nada.

9 - Corte a gordura de cada uma de suas contas
Todos nós recebemos contas. Alguns deles não são úteis. Muitos deles têm despesas extras que realmente não precisamos. Passe por cada uma de suas contas mensais com um pente fino, observando cada linha. Se você não sabe qual é a despesa, ligue para a empresa e peça para removê-la. Se você acha que realmente não precisa dessa despesa, ligue para a empresa e peça para removê-la. Se você não precisar da conta, ligue para a empresa e cancele o serviço. Isso é uma coisa útil a se fazer pelo menos uma vez por ano.

10 - Saiba quanto dinheiro você realmente leva para casa por hora que dedica ao trabalho
Descubra quanto você ganhou no ano passado após os impostos e, em seguida, subtraia disso todos os custos de transporte, roupas profissionais, refeições relacionadas ao trabalho e outras despesas que você pagou do bolso. Em seguida, calcule quantas horas você trabalhou (incluindo aquelas em casa), mais as horas que você viajou e participou de outras reuniões de negócios. Divida sua receita pós-despesas pelo total de horas de trabalho para obter o verdadeiro salário por hora. É por quanto você realmente vende uma hora de seu tempo.

11 - Use isso como um ponto de comparação para tudo que você comprar
Acho que o verdadeiro salário por hora é um número incrivelmente valioso. Eu uso o meu como comparação para quase tudo que compro. Digamos que meu “verdadeiro salário” seja de US $ 10 por hora. Se estou pensando em comprar um Bluray de $ 20, me pergunto se ter isso vale duas horas da minha vida, quando eu poderia apenas alugá-lo. Se estou pensando em comprar uma televisão de $ 1.000, me pergunto se vale a pena 100 horas da minha vida ter este modelo quando eu poderia ter uma televisão menor em vez disso. Quase sempre me incentiva a perguntar o que estou realmente gastando a energia da minha vida para conseguir.

12 - Ignorar selecionadores de ações “profissionais”
A mídia financeira, de revistas , youtube, entre outros, está constantemente carregada de artigos onde vários "especialistas" estão divulgando as ações "quentes" e escolhas de investimento. Eu ignoro tudo isso.

Em primeiro lugar, essas pessoas frequentemente têm um grande conflito de interesses. Em segundo lugar, os meandros de várias empresas e setores são muito complexos para um analista de ações externo saber muito bem, especialmente considerando quanta informação está oculta deles. Terceiro, se suas ligações forem realmente precisas, a empresa para a qual trabalham já terá agido com base nessa informação de qualquer maneira, o que significa que você receberá (na melhor das hipóteses) os resíduos deixados para trás. Apenas ignore tudo isso.

13 - Ignore as previsões econômicas "profissionais" também
Da mesma forma, não dê muito valor às previsões econômicas. Freqüentemente, essas previsões estão totalmente erradas e, mesmo que não estejam, raramente são bons indicadores do que você deve fazer com sua vida profissional ou com seu dinheiro. Não baseie suas decisões de finanças pessoais com base no que alguém prevê que acontecerá no futuro, nunca. Se você está nervoso com o futuro, deve ser mais conservador nos investimentos que fará a partir de agora; essa é praticamente a única mudança que você deve fazer em face das previsões econômicas. No entanto, isso tem mais a ver com sua tolerância ao risco pessoal do que qualquer previsão econômica.

14 - Estabeleça grandes objetivos e continue se lembrando deles
O que você quer para o seu futuro? É uma pergunta difícil, mas pode fornecer motivação e direção incríveis para as coisas que você faz em sua vida cotidiana, encorajando você a dar melhores passos.

Você quer uma aposentadoria antecipada e segura? Você quer começar um negócio? Você quer viajar pelo mundo? Seja qual for o seu objetivo, mantenha-o em mente o tempo todo. Preencha sua vida com lembretes de seu grande objetivo para que você faça escolhas melhores em linha com esse objetivo no que diz respeito a todas essas pequenas decisões em sua vida.

15 - Alugue, a menos que o custo total mensal de propriedade seja menor do que o aluguel
É fácil ser convencido pelo "sonho" de comprar uma casa própria, mas se isso vai aumentar suas contas, provavelmente não é uma atitude sábia. É melhor você alugar e economizar para uma grande entrada do que se mudar para uma casa onde suas contas - financiamento, condomínio, seguro, impostos sobre a propriedade, manutenção - vão somar mais do que o custo do seu aluguel e seguro de aluguel.

Se você decidir comprar, opte pelo baixo custo e suba a partir daí mais tarde, para não ficar preso sob o peso de um gigantesco pagamento mensal de financiamento.

16 - Compre carros com base na confiabilidade e eficiência de combustível
Esses são os dois fatores nos quais você deve pensar acima de tudo quando se trata de comprar um carro, porque eles farão uma enorme diferença em suas finanças. Um carro confiável e com baixo consumo de combustível manterá suas contas de combustível e reparos baixas durante todo o tempo em que você o possuir. Você pode pesquisar confiabilidade nas redes sociais ou no google, observando os dados de confiabilidade do carro desejado; eficiência de combustível é fácil de encontrar em sites relacionados.

19 - Construa relacionamentos fortes com seus vizinhos
Um vizinho é uma pessoa de quem você pode pegar algo emprestado em vez de ir ao mercado. Um vizinho é uma pessoa que pode ficar de olho em sua propriedade enquanto você estiver fora. Um vizinho é uma pessoa que pode transformar um jantar comum em uma ocasião social sem esforço, sem nenhum custo adicional. Um vizinho pode ser uma fonte inesgotável de conselhos úteis sobre a área local. Conheça seus vizinhos e construa um relacionamento com eles. Ofereça-se para ajudar seus vizinhos sempre que puder - e peça-lhes ajuda às vezes também. Você construirá um relacionamento que oferecerá muito valor para vocês dois.

20 - Solicite reduções nas taxas de suas dívidas, especialmente dívidas de cartão de crédito
Se você tem dívidas, nunca é demais olhar para a possibilidade de reduzir suas taxas de juros sobre essas dívidas. Para cartões de crédito, é tão fácil quanto simplesmente ligar para a administradora do cartão de crédito e pedir um desconto. Para outras contas, como empréstimos estudantis, uma consolidação pode reduzir sua taxa de juros. Com sua hipoteca, um refinanciamento pode reduzir sua taxa drasticamente.

A redução das taxas de juros pode reduzir seus pagamentos mensais e o valor total dos juros que você paga durante a vida do empréstimo, portanto, qualquer redução que você possa obter é uma boa coisa para sua carteira.

21 - Não (necessariamente) economize para a educação universitária de seus filhos
Muitas pessoas se preocupam com a forma como seus filhos vão pagar a faculdade. O problema é o seguinte: você pode fornecer a mesma ajuda a eles estando completamente seguro financeiramente à medida que envelhecem, para que não tenham que se preocupar com você como um fardo financeiro. Se você optar por ajudar, normalmente você pode aproveitar sua aposentadoria para ajudar a pagar os estudos (embora essa geralmente não seja a ideia mais sólida financeiramente, é uma possibilidade). Nunca é ruim economizar para a faculdade, mas você deve priorizar outras coisas primeiro.

22 - Ensine seus filhos sobre finanças pessoais inteligentes desde o primeiro dia e seja um bom exemplo
Converse com seus filhos sobre dinheiro desde a mais tenra idade. Explique a eles as virtudes de gastar menos do que ganha e de não se endividar. Mais do que isso, viva essas lições na frente de seus filhos. Não apenas fale sobre isso, fale. Mostre a eles como isso é feito em suas ações do dia a dia. Se você falar sobre gastar menos do que ganha e depois fizer isso no seu dia a dia, é muito mais provável que as lições durem.

23 - Não mexa na sua aposentadoria, se possível
Quando você está lutando para sair de um buraco financeiro, pode ser muito tentador usar seus fundos de aposentadoria para saldar dívidas ou pagar a entrada de uma casa. Se você puder, evite fazer isso. Você não só perde anos de crescimento em suas finanças, como também é muito fácil não reabastecer adequadamente sua aposentadoria depois de fazer isso. Aproveite sua aposentadoria, se necessário, mas deve ser uma via de último recurso.

24 - Invista a maior parte do seu dinheiro em ações - e espere, não importa o que aconteça
Não sabe como investir seu dinheiro? A menos que seu objetivo seja de curto prazo - menos de 10 anos até esvaziá-lo -, você deve ter a maior parte do seu dinheiro em ações porque, no longo prazo, elas tendem a oferecer retornos muito bons. O problema com as ações é que elas tendem a ser muito voláteis, com muitos saltos e quedas de valor no curto prazo. Aguente firme e seja paciente; melhor ainda, apenas não olhe para o valor de seus investimentos se eles estiverem no futuro.

25 - Atire para a média comprando fundos de índice com taxas baixas
A melhor forma (na minha opinião) de investir no mercado de ações é comprar fundos de índices com taxas baixas. Os fundos de índice permitem que você compre uma pequena parcela das ações de muitas empresas diferentes de uma só vez com um único investimento. Normalmente, os fundos de índice também oferecem taxas baixas (porque não custam muito para administrar), o que significa que mais do seu investimento fica com você em vez de ser drenado pela casa de investimento.

26 - Não se preocupe com ações individuais
O investimento individual em ações é um jogo de tolos. Para fazê-lo bem, é necessário muita pesquisa e muita atenção e, mesmo assim, apresenta muitos riscos. A menos que você obtenha um prazer significativo com isso e esteja investindo com dinheiro de que não precisará no futuro, recomendo fortemente que você evite investir em ações individuais.

27 - Compre alguns investimentos internacionais também
A maioria das pessoas se concentra na compra de investimentos domésticos - ações de empresas americanas, notas do tesouro americano e assim por diante. Tudo bem, mas coloca você em risco em situações em que a economia dos Estados Unidos é mais fraca do que o resto do mundo. Você deve diversificar pelo menos um pouco e ter uma parte de seus investimentos em um fundo de índice composto por ações internacionais e outros investimentos internacionais, como o euro e o yuan chinês.

28 - Coloque o restante de seus investimentos em títulos e tesourarias
A menos que você tenha uma tonelada de tolerância ao risco e seus objetivos de investimento estejam muito, muito longe, não é uma má ideia ter pelo menos parte do seu dinheiro em coisas mais seguras, como títulos de alta classificação e notas do Tesouro dos Estados Unidos. Esses investimentos são muito menos voláteis do que ações e tendem a aumentar lentamente em valor de forma consistente ao longo do tempo.

29 - Compre fundos de aposentadoria na data-alvo em sua conta de aposentadoria
Embora as quatro dicas anteriores sejam úteis se você deseja investir fora de sua conta de aposentadoria, a maioria das pessoas está mais preocupada em investir dentro de sua conta de aposentadoria. Nesse caso, sua melhor opção de investimento (supondo que você não queira gastar muito tempo estudando e reequilibrando) é simplesmente comprar um fundo de aposentadoria com data-alvo dentro de sua conta de aposentadoria. Essencialmente, automatiza as dicas fornecidas acima.

30 - Obtenha todos os centavos possíveis de correspondência do empregador em seu 401 (k) ou 403 (b)
Se seu empregador oferece fundos de contrapartida para o plano 401 (k) ou 403 (b), certifique-se de que está contribuindo o suficiente para receber cada centavo desses fundos de contrapartida. Por quê? Eles são dinheiro de graça - e dinheiro de graça é raro na vida. Ele permite que você obtenha um enorme retorno imediato sobre cada dólar economizado para a aposentadoria. Não fazer isso é efetivamente o mesmo que dizer ao seu empregador que você não quer o dinheiro dele e que ele deve ficar com ele.

31 - Faça um plano de alimentação no início de cada semana
Um grande erro que pessoas ocupadas cometem é que não têm um plano claro de onde virão suas refeições durante a semana, deixando-as a improvisar em muitas noites da semana. Esse tipo de improvisação, em que não há planos para jantar na saída do trabalho ou não há planos para almoçar durante a jornada de trabalho, geralmente acaba com despesas extras na forma de refeições em restaurantes, take away e comidas de conveniência.

Um pouco de tempo gasto planejando refeições para a semana, quando você tem tempo durante o fim de semana anterior, pode cortar drasticamente suas despesas com comida porque você saberá o que está comendo em cada refeição e pode facilmente lidar com a preparação necessária.

32 - Use o folheto da sua mercearia para montar o plano de refeição
O folheto da sua mercearia lista todos os alimentos que estão à venda naquela semana. Use-o como base para descobrir seu plano de refeições para a próxima semana, começando com esses ingredientes e usando o Google para encontrar receitas simples e saborosas usando esses ingredientes. Depois de ter algumas receitas, faça uma lista de todos os ingredientes que você não tem - essa é a sua lista de compras. O que nos leva a ...

33 - Nunca vá às compras sem uma lista de compras
Se você está em uma loja sem algum tipo de lista de compras, provavelmente está cometendo um erro. Se você não tem nada que realmente pretenda comprar lá, então você está em um lugar que drena desnecessariamente sua carteira. Se você pretende comprar algumas coisas, mas não tem um plano claro para isso, você será sugado por compras por impulso, o que também drenará sua carteira. Uma lista de compras mantém você no foco sempre que você está em uma loja, o que reduz significativamente as compras impulsivas.

34 - Ignorar publicidade
Tente o máximo que puder para eliminar a publicidade de sua vida. Minimize o tempo gasto lendo revistas. Avance rapidamente nos comerciais - ou encontre outras maneiras de assistir à televisão que não envolvam comerciais de forma alguma, como assistir excessivamente via Netflix. Ouça rádios sem comerciais como a NPR. É difícil eliminar completamente a publicidade na vida moderna, mas quanto menos você estiver exposto, menos tentação terá de gastar seu dinheiro em produtos de que não precisa.

35 - Encontre hobbies que não requeiram custo de manutenção
Muitos hobbies têm um custo de manutenção contínuo. O golfe, por exemplo, sempre exige novas bolas e mais taxas de greens. Muitos hobbies exigem que você compre constantemente novos suprimentos para fazer as coisas. Embora seja bom ter alguns hobbies que exigem manutenção, tente descobrir aqueles que tenham pouca ou nenhuma manutenção. Entre em coisas como geocaching ou coleta de pedras ou tocar música em um instrumento que você já possui.

36 - Experimente tudo e qualquer coisa que seja grátis em sua comunidade
Muitas comunidades têm um calendário comunitário próspero que lista reuniões intermináveis, eventos comunitários e outras coisas acontecendo na cidade que você pode nem estar ciente. Sua biblioteca local provavelmente tem um calendário adicional com toneladas de eventos, como o meetup.com e os quadros de avisos da prefeitura, dos correios e da biblioteca. Verifique todas essas coisas. Experimente tudo o que é grátis, só para ver se dá certo para você. Na pior das hipóteses, você aprenderá mais sobre sua comunidade sem nenhum custo. Na melhor das hipóteses, você fará muitos novos amigos, bem como encontrará atividades e clubes nos quais está interessado, e ainda assim não custará nada.

37 - Não se preocupe com o que as outras pessoas pensam
Não escolha um carro para impressionar outras pessoas. Não escolha roupas para impressionar outras pessoas. Não escolha gadgets para impressionar outras pessoas. Por quê? Porque isso não vai realmente impressioná-los. A única coisa que impressionará alguém em você é você. É sobre como você se comporta, quais ideias você traz para a mesa e como você ouve e responde aos outros. Não gaste um centavo com outras coisas.

38 - Não se preocupe com a forma como as outras pessoas gastam seu dinheiro também
Se você vir alguém dirigindo um carro caro, não use isso como desculpa para sentir ciúmes ou para dizer a si mesmo que você também precisa de um carro caro. Você não. Só porque outras pessoas decidem comprar coisas ou comer em certos restaurantes ou qualquer outra coisa que as pessoas em sua vida decidam fazer com o dinheiro, não significa que você também precise fazer isso. Faça escolhas e gaste dinheiro em coisas que aumentem as coisas de que você gosta, não nas coisas com que outras pessoas se importam.

39 - Dedique tempo para construir relacionamentos bons, fortes e duradouros
Ter uma vida repleta de relacionamentos pessoais e profissionais fortes o ajudará muito em todos os aspectos de sua vida pelo resto de sua vida. As pessoas em sua vida fornecem suporte emocional, social, profissional, espiritual, mental e, sim, financeiro para quase tudo que você queira fazer. Dedique tempo e esforço para construir relacionamentos fortes ajudando os outros, ouvindo o que eles estão dizendo, oferecendo apoio e se envolvendo com a comunidade.

40 - Reveja suas finanças, sua carreira e sua vida uma vez por semana
Isso pode parecer muito simples, mas trouxe inúmeras transformações em minha vida. Uma vez por semana, passo uma hora revisando a semana que passou, bem como pensando no futuro, na semana que está por vir e nos meus objetivos de longo prazo.

Estou fazendo coisas que estão de acordo com esses objetivos? Quais foram as melhores coisas que fiz esta semana em termos de para onde quero ir? Quais foram as piores coisas e por que as fiz? Como posso evitar fazê-los no futuro? Ainda estou feliz com meus grandes objetivos? Passe algum tempo pensando nessas coisas todas as semanas e você sentirá uma transformação positiva em sua vida cotidiana.

41 - Nunca jogue na loteria
A loteria é uma empresa com fins lucrativos, o que significa que a loteria guarda mais dinheiro do que paga. Isso significa que é extremamente provável que você acabe perdendo, pagando mais dinheiro do que você jamais ganhará na loteria. Não faça isso - é um verdadeiro desperdício de dinheiro. O mesmo se aplica aos jogos de azar de casino. Se você gosta de jogos, encontre outras distrações.

42 - Encontre coisas significativas para gastar seu tempo livre
Isso está de acordo com a sugestão acima para encontrar hobbies sem custo de manutenção, mas vai além disso. Você está gastando seu tempo livre de uma forma que o torna uma pessoa melhor? Você está desenvolvendo habilidades em seu tempo livre? Há muitas maneiras de se divertir e, ao mesmo tempo, desenvolver habilidades ou desenvolver-se como pessoa, desde o voluntariado ou a participação em serviços religiosos a aulas para impulsionar a carreira ou envolver-se em uma organização profissional ou cívica.

43 - Comece um negócio paralelo fazendo o que você sempre quis fazer
Quase todos nós temos um grande sonho dentro de nós. Meu sonho sempre foi ser um escritor de ficção porque adoro contar histórias. Seja qual for o seu sonho, encontre uma maneira de preencher pelo menos parte do seu tempo livre com ele. Existe uma maneira de tocar no que você gosta tão profundamente e ao mesmo tempo ganhar dinheiro? Você poderia fazer vídeos no Youtube sobre isso, iniciar um site ou escrever um livro para o Kindle? Muito provavelmente, você poderia - você só precisa fazer essa escolha.

44 - Assistir menos televisão
O americano médio assiste cinco horas de televisão por dia. Se você puder dedicar apenas metade desse tempo e aplicá-lo a outras atividades que enriquecem sua vida, não só construirá uma vida melhor para si mesmo - provavelmente uma vida em que seu potencial de ganhos seja significativamente aumentado - mas também se sentirá melhor, e têm menos desejos materiais.

Não desista dos programas de televisão se você gosta deles, mas desista de “navegar pelos canais” estúpidos e encontre algo mais gratificante para fazer. Provavelmente, você usará menos energia e também aumentará seus ganhos.

45 - Use a regra dos 10 segundos
Sempre que você ficar tentado a gastar com algo barato, simplesmente segure-o em sua mão por 10 segundos e pergunte-se honestamente se você precisa ou não. Tente ativamente pensar nas razões pelas quais você não deve comprar este item. Isso realmente o ajudará a atingir seus objetivos? Você realmente obterá valor suficiente para que valha a pena o custo? Normalmente, apenas 10 segundos irão convencê-lo de que você realmente não precisa do item, e se algo ainda passar no teste, fique à vontade para comprá-lo!

46 - Use a regra dos 30 dias também
E os itens mais caros? Para itens mais caros - e você pode traçar a linha entre "barato" e "caro" onde quiser - simplesmente escolha esperar 30 dias após seu primeiro impulso sério antes de comprar o item caro, desde que não seja uma necessidade essencial ou de emergência. Use esse tempo para fazer uma pequena pesquisa e se certificar de que realmente quer ou usará o item, e também dê tempo para apenas sentar e ver se o desejo morre. Você descobrirá que, na maioria das vezes, não vai querer o item depois de trinta dias.

47 - Compre primeiro nas lojas de baixo custo
Sempre que você estiver comprando, opte por fazer uma "primeira corrida" em lojas de baixo custo: mercearias de desconto, brechós, lojas de segunda mão e assim por diante. Claro, é improvável que você consiga pegar tudo o que deseja lá, mas se você puder simplesmente eliminar alguns itens de sua lista a preços de pechincha, isso vai reduzir seus gastos gerais em uma quantia notável. Por exemplo, eu uso Aldi como uma mercearia de “primeira corrida” quando tenho uma lista grande, pois há vários itens que compro lá antes de ir para outras lojas.

48 - Reduza os alimentos de conveniência
Alimentos de conveniência - ou seja, qualquer alimento que seja parcial ou totalmente montado ou preparado para você comer em casa - são virtualmente sempre caros e geralmente são incrivelmente prejudiciais. Você paga pela conveniência desses alimentos, não pela qualidade dos ingredientes ou pelo custo-benefício.

Há momentos em que os alimentos de conveniência podem realmente ajudar, mas encontre maneiras de reduzi-los. Aprenda a fazer refeições simples em casa e seu custo por refeição diminuirá significativamente (assim como seus custos de saúde a longo prazo).

49 - Reduza o consumo de álcool, fumo, refrigerantes e outros hábitos que causam dependência
Qualquer substância que você se sinta obrigado a consumir e que não atenda a uma necessidade alimentar não é apenas uma despesa desnecessária que está drenando sua carteira, mas provavelmente é prejudicial à sua saúde também. Você está alimentando um vício em álcool? Fumando? Refrigerante? Café? Você acha difícil funcionar sem essas coisas? Você está gastando dinheiro constantemente com essas coisas? Se você está acenando com a cabeça sim, mesmo com relutância, é um sinal claro de que você precisa cortar um hábito.

50 - Faça as refeições com antecedência nos finais de semana
Uma das coisas mais valiosas que você pode fazer nos fins de semana é preparar algumas refeições com antecedência para as próximas semanas e armazená-las no freezer. Por exemplo, você pode fazer uma fornada de burritos para o café da manhã rápido, saboroso, saudável e barato nas próximas semanas. Você pode fazer um lote quádruplo de lasanha, comendo uma no jantar de domingo e colocando as outras três no freezer.

Isso permite que você cozinhe em casa (economizando dinheiro) usando ingredientes a granel (economizando mais dinheiro) e preparando-o para refeições baratas e convenientes mais tarde (economizando ainda mais dinheiro).

51 - Use lâmpadas LED
As lâmpadas LED chegaram a um ponto em que são uma substituição quase imperceptível das lâmpadas incandescentes comuns. A única diferença? Eles usam cerca de 20% mais energia e duram 20 vezes mais. Somando todos os custos de uma lâmpada incandescente em comparação com uma lâmpada LED, você economizará mais de US $ 100 durante a vida útil da lâmpada LED em comparação com a iluminação incandescente. Não é brincadeira.

52 - Compare os preços das opções de mercearia em sua área e escolha a mais barata
Quais itens você costuma colocar em suas listas de compras? Leite? Pão? Ovos? Faça uma pequena lista de dez ou quinze itens que você compra com frequência em supermercados e, em seguida, visite diferentes mercearias durante suas próximas excursões de compras. Observe o preço desses itens e some-os. Você vai economizar dinheiro a longo prazo comprando em qualquer loja que tenha o menor total desses itens. No entanto, é uma boa coisa verificar a cada um ou dois anos, pois as lojas tendem a desenvolver seus esquemas de preços e novos concorrentes entram no mercado.

53 - Quando você tiver um problema, tente consertá-lo sozinho
Quando seu banheiro está com problemas ou sua torneira não para de pingar, pode ser tentador chamar um técnico para que ele conserte o problema. Antes de fazer isso, porém, tente você mesmo o problema. Descubra como fazer isso online, peça algumas ferramentas emprestadas a um amigo e veja o que você pode fazer. Você pode descobrir que pode resolver o problema sozinho, economizando algum dinheiro e criando confiança para reparos futuros. O pior caso é que você só precisa chamar o técnico de qualquer maneira.

54 - Acompanhe a manutenção do seu carro
É fácil esquecer a manutenção regular do carro. Afinal, o carro dá partida todas as manhãs e você nem precisa pensar nisso. O problema é que negligenciar a manutenção a longo prazo desgastará seu carro e causará problemas graves muito antes do necessário.

Seu carro tem um cronograma de manutenção no manual do proprietário que você pode seguir facilmente - ele informa qual manutenção é necessária em qual quilometragem, facilitando o agendamento de consultas ou, melhor ainda, você mesmo.

55 - Mantenha seus pneus devidamente calibrados
Cada dois PSI que faltam em seu conjunto de pneus custa ao seu carro 1% em eficiência de combustível. Grande coisa, você diz? Muitos carros estão perdendo até oito ou dez PSI, resultando em uma perda de 5% na eficiência de combustível. Imagine perder um galão de gasolina para cada 20 que você compra.

Pior ainda, um pneu com pressão insuficiente tem muito mais risco de rasgar ou sofrer outros danos, deixando você preso com uma grande despesa. Manter inflado também é muito fácil; você só precisa de alguns minutos na bomba de “ar livre” em seu posto de gasolina local para acertar as coisas.

56 - Cancelar suas assinaturas e assinaturas não utilizadas
Tem uma academia que você nunca usa? Cancele. Que tal um clube de campo que você não vai há anos? Largue. Não assiste sua assinatura do Netflix? Largue. Tem o Amazon Prime, mas só pede coisas uma vez a cada mês ou dois? Largue. Você está inscrito no DailyBurn, mas raramente se exercita? Largue. Assinaturas e assinaturas não utilizadas não fazem nada além de devorar seu dinheiro mês após mês.

57 - Coma sobras e empacote seus almoços
As sobras podem não parecer a melhor coisa, mas são refeições grátis e são fáceis de incrementar com um pouco de sal e pimenta e talvez alguns temperos, como uma pitada de tempero italiano.

Se você sobrar após o jantar em família ou se estiver trazendo para casa uma sacola canina de um restaurante, dê um passo a mais para embalar essas sobras como refeições individuais convenientes e leve uma com você para o trabalho no dia seguinte ou no dia seguinte, fazendo para um almoço grátis. Se você está propenso a comer fora no almoço, entre em uma rotina disso, bem como a rotina de fazer seu próprio almoço em casa na noite anterior para que você sempre tenha algo para levar com você no almoço que seja muito mais barato do que comer em um restaurante todos os dias.

58 - Use transporte público, principalmente se ele puder ajudar a eliminar um carro
O transporte público pode ser uma maneira incrivelmente barata de se deslocar para o trabalho, especialmente se você comprar um passe de longo prazo. Muitas pessoas ignoram a “liberdade” de dirigir um carro, mas raramente fazem muito em seu trajeto além de dirigir para o trabalho. Se isso descreve você, tente usar o transporte público por um tempo. Muitas vezes, é mais rápido no trânsito da hora do rush e mais barato do que gasolina, óleo e outros custos de manutenção do carro. E se você achar que pode ficar sem aquele carro, pode vendê-lo por algum dinheiro no bolso e perder os custos de registro e seguro.

59 - Compartilhe seus sonhos e seus erros com seu parceiro
Se você tem um relacionamento de longo prazo, ser completamente aberto com seu parceiro sobre seus sonhos, bem como seus erros, é uma maneira incrivelmente poderosa de manter seu foco e continuar a tomar boas decisões na vida.

Passe algum tempo, pelo menos uma vez por semana, conversando com seu parceiro sobre seus grandes objetivos na vida, bem como sobre quaisquer desafios e erros com os quais você está lutando. Incentive seu parceiro a fazer o mesmo e mantenha todas as emoções negativas sob controle. Em vez disso, incentivem uns aos outros a melhorar e fazer melhor e mantenha esse incentivo ao longo da semana. Isso faz uma grande diferença em todos os aspectos da vida.

60 - Lembre-se de que “coisas” nunca vão te fazer feliz
A felicidade vem de dentro. Todas as coisas do mundo não vão fazer você feliz, mas se você está feliz por dentro, não é preciso muito para lhe trazer alegria. Nunca, jamais compre a ideia de que possuir algo o deixará mais feliz do que está agora, porque não o fará. A única maneira de o dinheiro ajudar é reduzindo seu estresse e, eventualmente, melhorando suas opções de vida por meio de maior segurança financeira - e você só pode chegar lá sendo inteligente com seu dinheiro.

Pensamentos finais
Essas regras não são ultimatos difíceis e rápidos projetados para controlar sua vida, mas pequenas ferramentas que você pode usar para se colocar em um caminho financeiro, profissional e pessoal melhor. Sinta-se à vontade para escolher entre eles e encontrar aqueles que funcionarão bem para você, pois cada um deles pode melhorar a sua situação. Se puder, tente aplicar muitos deles em sua vida, pois quanto mais direções positivas você tiver, mais rápido sua vida se transformará (no bom sentido).

AUTOR: PAULO ROSA

Consultor empresarial formado em Administração de Empresas com foco em finanças, empresário no ramo alimentício e empreendedor digital. Meu foco com este blog é transmitir conhecimento sobre educação financeira, apresentando informações relevantes para economizar, investir e obter rendas extras.